Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Pimenta com Limão

food styling || recipes || photography

Pimenta com Limão

food styling || recipes || photography

13 de Abril, 2020

Hoje fui às cebolas...

geronimo-giqueaux-BP9J8QNfu08-unsplash.jpg

 

Hoje fui às cebolas para abastecer a despensa.

Já vão longe os tempos em que todas as cebolas eram cebola amarela. Atualmente encontramos com relativa facilidade diferentes variedades deste delicioso bolbo que, mais do que lágrimas e mau hálito, nos dá imensos nutrientes essenciais e ajuda a desintoxicar o organismo.

Antes de avançar para a explicação deixo-vos um apelo. Parem de colocar as cebolas no frigorífico. As cebolas reagem muito mal à humidade e apodrecem rapidamente, devem ser guardadas num local escuro, fresco e seco – a despensa, por exemplo – e se possível penduradas.

Aqui ficam algumas dicas sobre as possíveis utilizações dos 5 tipos de cebola mais comuns de encontrar nos nossos supermercados:

Cebola branca: gratinar/assar/comer crua. Tem um sabor intenso, mas ainda assim menos pungente que a roxa ou a amarela, pode por vezes parecer levemente “picante”. Use em chutneys para tirar o melhor partido do seu aroma característico.

Cebola doce: saladas/comer crua. Devido ao seu elevado teor de água e baixa quantidade de enxofre é a rainha das saladas. É a cebola que lhe vai deixar o hálito mais leve.

Cebola roxa: saladas/molhos/doces. A mais bonita das cebolas. Consegue manter a cor viva mesmo depois de cozinhada. De sabor adocicado e polpa suculenta é a mais indicada para fazer compota.

Cebola amarela: saladas/molhos/refogados/etc. É a que encontramos em casa da avó, a cebola tradicional por excelência. É um “todo terreno” do mundo das cebolas. Se desde sempre foi usada para tudo não sou eu que vou contrariar, só não se esqueçam que por dar para tudo não quer dizer que seja a melhor em tudo. Tem ainda a vantagem de ser a que se conserva por mais tempo em boas condições.

Chalota: compotas/refugados/molhos. Pequena, de sabor adocicado e baixa acidez é ideal para pratos delicados, como omeletes ou molhos aveludados. Depois de cozinhada perde por completo a textura, mas mantém o sabor.

 

Que tipo de cebolas preferem utilizar? Deixem a vossa opinião nos comentários.